+55 55 3431.2099 | 3430.1888 | 3430.1909

Transporte de cargas não é afetado na fronteira entre São Borja e Santo Tomé

Compartilhe!

A Argentina anunciou, na noite deste domingo (16) que vai fechar suas fronteiras pelos próximos 15 dias para evitar infecções por coronavírus. O anúncio foi feito pelo presidente Alberto Fernández.

Conforme a MERCOVIA, empresa que administra a concessão da Ponte Internacional em São Borja, no momento a passagem de cargas e turistas, que não estiveram em viagens internacionais nos últimos 15 dias, ocorre normalmente. Eles aguardam a divulgação de um comunicado com a atualização das informações.

Já a Diretora Nacional de Migraciones Florencia Carignano informou que as únicas restrições são para a entrada de turistas e que o comércio internacional não será afetado com o bloqueio, atendendo ao decreto, número 260/2020, oficial de Emergência Sanitária, divulgado pela República Argentina.

O governo argentino optou por tomar a medida depois que a agência de imigração detectou a entrada de pessoas de áreas de risco através das fronteiras terrestres.

Durante o fechamento das fronteiras, apenas argentinos ou estrangeiros residentes podem entrar no país. A proibição não se aplica a quem deseja sair.

O Chile também já se posicionou, através da declaração emitida pelo Presidente Sebatián Piñera, informando que após a confirmação de 155 casos de contágios pelo coronavírus, o país decidiu fechar todas as fronteiras terrestres, marítimas e áreas para o trânsito de pessoas estrangeiras a partir desta terça-feira, 18 de março. O governo reforça que a medida não afetará a entrada e saída de cargas e de transportadores para continuar garantindo o abastecimento do país.

No Uruguai, o governo que declarou emergência de saúde, decidiu o fechamento parcial das fronteiras, o que implica uma quarentena obrigatória de 14 dias para passageiros declarados em risco ou sintomáticos. China, Coréia do Sul, Japão, Cingapura, Irã, Espanha, Itália, França e Alemanha, são os países de risco indicados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). No entanto, tal medida não afeta o transporte de cargas.

No Paraguai, o governo estabeleceu o fechamento parcial das fronteiras por 15 dias, porém para os passos fronteiriços de trânsito de cargas, conforme informações disponibilizadas no site do governo deste país, fica estipulado:

Habilitados solo para cargas

Los puestos clausurados para el tránsito de personas, habilitados solo para tripulantes de cargas, son Itá Enramada y Santa Helena (Brasil). 

Puestos Habilitados 

Los puestos habilitados durante esta medida son Aeropuerto Sivio Pettirossi, Puerto José Falcón, Paso Yacyreta, Puente Dan Roque González de Santa Cruz (Encarnación), Puerto Truinfo, Puente de la Amistad, Ciudad del Este, Aeropuerto Guaraní (Minga Guazú), Barrio 29 de Seriembre (Salta del Guairá), Puerto Salto del Guairá, Pedro Juan Caballero, Concepción, Carmelo Peralta e Infante Rivarola.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale conosco